2019 @ Todos os direitos reservados
Tadeus Mucelli
back / voltar

Participação: Novo manifesto global para artes e cultura digital - Bruxelas / União Europeia

Em Junho fui convidado para o Colloqium Culture4Future, organizado pela comissão especial da comunidade europeia com foco na diversidade cultural e demais ações no campo das arte e cultura. Foram convidados mais de 300 atores e agentes importantes de diversos lugares do mundo para 3 dias de intenso trabalho na construção de um novo manifesto, que esteja apto a perceber e fundamentar futuras ações em países da UE e também em Países parceiros como o Brasil dentro das necessidades presentes na atual sociedade da informação e tecnologia.
Uma nova plataforma também foi lançada para envolvimento das comunidades globais CultureXChange. 

Participações no ISEA Coréia do Sul e Artigo Publicado - Lux Aeterna

O ISEA 2019 com o tema principal Lux Aeterna aconteceu em Gwangju na Coréia do Sul. Foram três  participações, com um artigo publicado. Foi apresentada na ocasião as oportunidades para Bienal 2020 no Brasil, participação e colaboração na força tarefa dos Archives ISEA, mesa redonda com presença de importantes nomes em busca da produção de memória nas artes eletrônicas. Por fim, apresentação do artigo sobre arte, biotecnologia e processos curatoriais que pode ser acessado no Academia.edu. O artigo.,

Artigo Publicado no #17.ART - Encontro Internacional de Arte e Tecnologia

3 artigos foram desenvolvidos no ano de 2018. No entanto apenas um deles foi publicado nesse fim de ano. Os outros dois estão previstos para o primeiro semestre de 2019. O artigo  é a respeito dos processos curatoriais em arte na era biotecnológica, a partir da Bienal de Arte Digital realizada em 2018, nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O material foi publicado pelos Anais do evento #17.ART  (UFG/UNB) um dos mais importantes do campo no Brasil. 

SAM+ e 6º Encontro de Arte Contemporâneo e Novas Mídias no CHILE.

Por meio do convite do SAM+ da Facultad de Artes U. de Chile (Mestrado em Artes Mediales), Centro Nacional de Arte Contemporáneo Cerrillos e L U M E N LUMEN, 6to Encuentro de Arte Contemporáneo y Nuevos Medios inicio a jornada com os amigos do Chile e outros colegas da América do Sul para um forte encontro de 22 a 29 Novembro em Santiago e Punta Arenas (Chile). Conexões, Reflexões e a força do cone sul sobre a discussão de arte e tecnologias. Na oportunidade falo sobre a Bienal de Arte Digital realizada no Brasil, e o andamento das pesquisas referentes a arte e tecnologia enquanto configurações da arte e cultura digitais.
 

+ de 43 mil pessoas estiveram na Bienal de Arte Digital 2018

A Bienal de Arte Digital, foi idealizada no ano de 2015, em parceria e anuência da Fundação Municipal de Cultura e suas diretorias, além do incentivo dos Governos de Minas Gerais (Secretaria de Cultura do Estado de Minas Gerais) e Governo Federal (Ministério da Cultura)


A Bienal de Arte Digital, foi prevista e realizada em duas capitais Brasileiras. Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

No Rio de Janeiro o projeto ocupou o Centro Cultural Oi Futuro.
Em Belo Horizonte a proposta contemplou o uso dos equipamentos do complexo arquitetônico da lagoa da Pampulha (UNESCO) com a proposta de uma Bienal de Arte e Tecnologia que dialogue os campos da arte, ciência, comunicação e tecnologia.

A Bienal é resultado de 10 anos do FAD – Festival de Arte Digital, um dos pioneiros no Brasil em Arte, Ciência e Tecnologia.

4º SEMINÁRIO DE ARTES DIGITAIS - Curadoria e Organização

Entre os dias 25 e 27 de Abril de 2018, ocorreu no Atmosphera, Vale do Sereno, Belo Horizonte, o Seminário de Artes Digitais (SAD). A quarta edição do evento tem como tema "Recorrências e hibridações" e torna-se uma conferência internacional com membros em seu comitê científico composto por doutores de instituições do Brasil e do exterior.

A programação do SAD integra a programação da Bienal de Arte Digital

O 4º Seminário de Artes Digitais é organizado pelo Laboratório de Poéticas Fronteiriças, a partir de comitê de organização composto por membros de várias instituições (UEMG, CEFET-MG, UFSM, FAD/ICAT) e tem a curadoria de Pablo Gobira (UEMG) e Tadeus Mucelli (PPGArtes - UEMG/ PPGCI - UFMG).

O tema desta edição é oriundo das recorrentes temáticas do campo das artes digitais verificadas nas edições anteriores. As sessões plenárias e as conferências trazem temas e áreas de interesse comum aos pesquisadores, professores e público participantes do SAD.

Bienal de Arte Digital se materializa. Curadoria e idealização. Evento acontece de fevereiro a abril 2018

FAD (festival de arte digital) ocorre em novo formato a cada 2 anos e faz sua estreia no Rio de Janeiro.


Alemanha, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, Itália, Reino Unido, México e Suécia. Os escolhidos irão participar da primeira Bienal de Arte Digital. Iniciado em 2007, o festival propõe uma nova composição que conta com artistas convidados, simpósio internacional, oficinas do programa educativo nas exposições e palestras ministradas por profissionais das artes, ciência e tecnologia, além dos nomes da seleção oficial de artistas. O evento inédito e com novo formato a partir desta edição passa a ser realizado a cada dois anos. No Rio de Janeiro ele começa no dia 5 de fevereiro e segue até 18 de março e em Belo Horizonte entre os dias 26 de março e 29 de abril.

Tudo sobre o meu trabalho na gestão e curadoria e demais informações da Bienal de Arte Digital - Linguagens Híbridas podem ser encontrados no site oficial AQUI.

 

LANÇAMENTO! Livro Configurações do Pós-Digital: arte e cultura tecnológicas

Depois de 2 anos de muito trabalho com toda a equipe do Labfront SAD - Seminário de Artes Digitais, e Prof. Dr. Pablo Gobira, lançamos oficialmente em 2017, pela editora UEMG, no mês de outubro o livro:

" Configurações do pós-digital: arte e cultura tecnológicas. " DOWNLOAD GRATUITO!


Agradecimento aos demais autores pela contribuição. São 23 capítulos entre autores nacionais e internacionais


Um agradecimento especial pelo prefácio generoso de Lucia Santaella.


A versão Digital é a versão disponível no momento em três formatos (PDF, ePUb e Kindle).
 

Participação no ISEA 2017 na Colômbia. Artigo e Painel FAD - Festival de Arte Digital

O ISEA ​- International Symposium on Eletronic Arts, ​é um dos mais importantes seminários
de pesquisa no campo das artes eletrônicas do mundo com cerca de 29 anos de atuação e
acontecerá pela primeira vez na América Latina na Colômbia, na cidade de Manizales,
juntamente com a 16a edição do também importante Festival da Imagem (festival colombiano
de audiovisual). O ISEA é articulado pela Universidade de Brigthon (Reino Unido) e outras quinze
instituições coordenadas, e o Festival da Imagem através de uma iniciativa conjunta com a
Universidade de Caldas (Colômbia) e Governo do Estado de Caldas - Colômbia.

 

Apresentei pesquisa e artigo relacionados a "Memória nas Artes Digitais", dentro do escopo de novas mídias e patrimônio digital, resultado de pesquisa desenvolvida nos últimos 3 anos no estado por meio da FAPEMIG, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, e UEMG, todas sob orientação do Prof. Dr. Pablo Gobira. A segunda apresentação foi o Painel institucional 1ª Bienal de Arte Digital prevista para realizar-se em Março de 2018 no Conjunto Moderno da Pampulha através do FAD, festival de arte digital (realizado desde 2007).

A viagem foi possível graças ao apoio do Governo do Estado de Minas Gerais​, por
meio da Secretaria de Estado de Cultura através do seu programa Circula Minas 2017​, para
fomento e capacitação de profissionais com atuação comprovada na Área de Cultura no Estado.

Artigo na Revista Biblos - Museologia e Ciências da Informação

Artigo sobre o Uso da Informação nos Museus, a partir de uma perspectiva no uso de novas mídias foi publicado pela Revista Biblos V.30 n.2. Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação FURG. O artigo é colaborativo com colegas da Escola de Ciências da Informação da UFMG.

SAD 2016 - Dias 20 e 21 de Outubro.

O 2º Seminário de Artes Digitais: Expandindo limites tecnológicos e artísticos é uma iniciativa para se debater o atual cenário da arte digital em transversalidade com outros campos da arte e da ciência. O SAD acontece este ano no Auditório da Escola Guignard (UEMG) em Belo Horizonte, nos dias 20 e 21 de outubro trazendo convidados importantes que irão discutir sobre diversos conceitos e práticas no uso de tecnologias.

Estarei mediando uma das mesas sobre os 'limites das interfaces tecnológicas'.

Participação e Artigo no 15º Encontro Internacional de Arte e Tecnologia.

#15.ART é composto por mesas redondas, palestra e exposição, e é realizado anualmente pelaUniversidade de Brasília,  Universidade Federal de Goiás, Université Paris VIII e Universidade de Aveiros/Portugal, contando com o apoio das instituições parceiras acima assinaladas, no mês de outubro, de 2016.

O formato de apresentação, amplia e estabelece entre Brasil,  França e Portugal espaços de comunicações, palestras e mostras de arte visando questionar, criticar e analisar o pensamento atual, sem esquecer o passado, na prospecção do futuro.

Participo no dia 5 de  Outubro as 18h na Mesa 11 – Magia e tecnologia, arte e política com o artigo: "Arte tecnológica: arquivo e informação em busca da memória"

Participação no XVII Congresso Internacional da ANNPOM.

Congresso que propõe a discussão e reflexão nas criações musicais, criações artísticas e pesquisa acadêmica.
Apresento o artigo sobre 'Paisagem Sonora da Arte Digital: algumas considerações, tendo como referência a obra de Raymond Murray Schafer "A afinação do mundo"
ANNPOM 2016

Participação: LAB|Front ­ Laboratório de Poéticas Fronteiriças e SAD ­ Seminário de Artes Digitais participam em parceria do evento: Design+ arte, ciência e tecnologia da UFSM.

O evento Design+ arte, ciência e tecnologia, acontecerá no período de 20 a 22 de junho, entre as dependências do CAL – Centro de Artes e Letras e do Centro de Eventos do CT – Centro de Tecnologia, na UFSM. A iniciativa é do Curso de Desenho Industrial, que propõe pensar as relações conectivas entre essas áreas colocando a questão: o que temos em comum?

Palestras e Mesas redondas versam sobre as relações entre Design, arte, ciência e tecnologia, oportunizando trocas entre professores do Desenho Industrial, Eletrônica e Computação, Artes Visuais, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Ciências Sociais, integrando­se com outras instituições nacionais e internacionais.

Esse ano o foco conectivo é com a UEMG por meio do LAB|Front e o SAD (Seminário de Artes Digitais), também com a UFRGS, e, internacionalmente, com a ESAT (Escola Superior de Arte e Tecnologia de Valência). Profissionais atuantes no mercado ainda contam suas experiências.


Segue VIDEO da minha controbuição na MESA REDONDA ACERVOS, MUSEUS E PRESERVAÇÃO DIGITAL

(11h25min-11h40min) via Hangout
 

Da preservação à responsabilização da memória na arte digital

Novo Artigo Publicado - ECI-UFMG

Artigo relacionado a apresentação no III Seminário Internacional de Museologia da Escola de Ciênciaa da Informação - UFMG. Curadoria e arte digital, experiências de um Festival de arte e tecnologia.  LEIA +
 

Palestra na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015

Esta semana (Quinta, 19h30) no Museu MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal colaboro com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015 - "Luz, Ciência e Vida".
Minha apresentação vai tratar de 2 trabalhos de arte digital sobre a luz e o uso de tecnologia. + INFO.

1º SEMINÁRIO DE ARTES DIGITAIS - SAD - 8 e 9 de Outubro - Casa do Baile / Belo Horizonte

Discutir o universo contemporâneo brasileiro no uso das tecnologias e nas artes digitais é a proposta do 1º Seminário de Artes Digitais (SAD): Questões Emergentes e Estado da Arte, que será realizado nos dias 08 e 09 de outubro, na Casa do Baile, em Belo Horizonte. A iniciativa, que já é comum em outros países como Alemanha, Canadá e Holanda pretende dar continuidade aos trabalhos e discussões já iniciadas no Brasil sobre arte digital.

Diferentes profissionais, dentre pesquisadores, professores, artistas, curadores e gestores de organizações no país irão debater sobre o atual cenário tecnológico e da arte digital em áreas como ciências, comunicação e políticas públicas. Todos esses agentes irão contribuir com suas experiências para evidenciar boas práticas e troca de informações no contexto brasileiro, por meio de um recorte situacional contemporâneo. + INFO

Please reload